Movimento da Batata

Luis de Matos - Thursday, March 22, 2012 - Comentários (1)

A minha mãe pertence hoje ao universo dos professores reformados. Professores daqueles que, tendo a seu cargo o primeiro ciclo, definem fortemente a formação de todos nós. Quando o sistema a dispensou, resolveu distrair-se com o quintal, as árvores de fruto e uns quantos animais. As galinhas entusiasmaram-se e começaram a pôr ovos como se não houvesse amanhã. O pão de ló feito com ovos caseiros tornou-se mais frequente e a família e os amigos voltaram a comer omoletas feitas com ovos a sério. Depois de oferecer e impingir ovos a todos, teve a ideia genial de os oferecer a um preço simbólico a algumas pastelarias. A princípio disseram-lhe que não podiam usar os seus super ovos amarelos de gema dupla porque as autoridades fiscalizadoras não o permitiam. Deixaram de oferecer resistência, ainda que não oficialmente, quando perceberam que se tratava de ovos “irrecusáveis”. Mas, claro, a lei não permite…

Com o desemprego a ultrapassar os 20% e o poder de compra a descer vertiginosamente, os Gregos acabam de inventar algo que literalmente está a contribuir para a sua sobrevivência em clima de severa austeridade. Trata-se de um esquema que lhes permite comprar alimentos directamente aos produtores. Conhecido como o “movimento da batata”, trata-se de um processo através do qual milhares de toneladas de batatas e outros produtos agrícolas estão a ser vendidos directamente aos consumidores pelos agricultores que os produzem. Desta forma os consumidores têm acesso a alimentos de altíssima qualidade por um terço do preço que pagariam em condições normais. Por outro lado, os produtores realizam de imediato o seu dinheiro.

O procedimento é muito simples em consequência de uma extrema organização. Os produtores contactam as câmaras municipais lá do sítio e, estas comunicam à população local a natureza da mercadoria que está para chegar, começando desde logo a fazer listas de espera com os compradores interessados. Este verdadeiro modelo económico está a revolucionar as trocas comerciais entre milhares de gregos e promete, a breve trecho, ser ainda mais explosivo na sua disseminação tanto dentro como fora da Grécia. Os clientes ficam mais bem servidos no que à qualidade dos produtos diz respeito, compram mais barato e os produtores não precisam de ficar mais de um ano à espera do dinheiro.

Com a crise, a fome escondida à espreita e as medidas de austeridade a assumirem proporções nunca antes vistas, pelo menos por esta geração, está na hora de nos reorganizarmos. Ou muito me engano ou ainda vamos voltar à troca directa mais cedo do que possamos imaginar. De momento, vou aconselhar a minha mãe a iniciar um negócio de exportação de ovos para Salónia, cidade grega onde o “movimento da batata” se iniciou…

"Gregos descobrem fórmula que ajuda a interromper a espiral da crise…”

Comentários (1)
Anna commented on 07-Mar-2017 07:23 PM
Espero que este tipo de movimiento de patata se puede ejecutar en EE.UU. También, para que obtengamos verduras frescas y frutas en los precios más bajos posible.

http://www.911bailbondslv.com/misdemeanor-bail-bonds/

Deixe um comentário




Captcha Image